Estupidamente gelada? Mimimi? Vamos falar sobre a temperatura da sua cerveja!

Não achei que este tema fosse tão polêmico, e de fato não é, mas ainda assim tem gente que pensa que é mimimi ou papo-furado quando se fala da temperatura de serviço da cerveja. Convenhamos que é complicado ir contra a máxima (equivocada) de que cerveja tem que ser “estupidamente gelada”. Afinal, são anos ouvindo essa ladainha nas campanhas publicitárias das marcas de massa. Além disso, sejamos sinceros, em um país quente como o Brasil, qualquer coisa que remeta à frescor é bem-vindo.


Segundo Bárbara Buzin, diretora da Noi e sommelier de cervejas, cada estilo tem uma temperatura média de degustação. Isso não significa que não pode ser bebida em outra temperatura, mas que naquela pré-determinada as principais características da receita ficam mais perceptíveis. “A cerveja muito gelada, perto do zero grau ou até negativa, mata o sabor da bebida. Isso porque congela momentaneamente as papilas gustativas, responsáveis pela percepção de sabor na boca. Algumas cervejas menos complexas podem até ter como principal função serem refrescantes, como as cervejas sem álcool, american lagers e pale lagers. Para essas, algo entre 0º e 4° C é super ok. Porém, uma cerveja de trigo (weiss e witbier, por exemplo), como a Bianca e a Sicília, já pedem uma temperatura entre 5º a 7° C. E por aí vai, mas sempre levando em consideração a complexidade e o teor alcoólico.”, resumiu Bárbara.

Para não ter “erro”, recomenda-se de modo geral, que as cervejas amarelas e leves sejam consumidas entre 4º a 13° C, ou seja, mais frias. Já as escuras e encorpadas (stouts e strong ales, por exemplo) ficam melhores entre 8º a 15° C. Vale lembrar que algumas cervejas têm drinkability menor. Ou seja, por serem menos fáceis de beber, acabam ficando mais tempo no copo e por consequência esquentam gradativamente, apresentando novas notas de aroma e sabor durante a degustação.


O famoso cervejólogo, caçador de cervejas e escritor, Michael Jackson propôs uma escala de cinco níveis para temperaturas de serviço. Como o último nível é temperatura ambiente e considerando que o Brasil é um país tropical, vamos apresentar apenas quatro. Para facilitar na hora de beber sua Noi, vamos adequar nossos rótulos a cada um dos níveis:


Muito gelada (de 0° a 4°C): Cervejas que tenham como objetivo principal refrescar. Ou seja, cervejas sem álcool, american lagers e pale lagers.

Cervejas da Noi Noi Low Carb, Bionda e Bionda Oro.


Bem gelada (de 5° a 7°C): Cervejas claras de trigo, são bons exemplos. A prateleira intermediária da geladeira funciona bem para essa temperatura.

Cervejas da Noi – Bianca (Weiss), Sicilia (Witbier) e Tramonto (American Wheat).


Gelada (de 8° a 12°C): Lagers escuras, ipas, amber ale, cervejas de trigo escuras, porter, stouts etc...

Cervejas da NoiAvena (Belgian Pale Ale), Amara (Imperial IPA), Fiorella (India Pale Ale), Nera (Schwarzbier), Nuova Terra (New England IPA), Rossa (Irish Red Ale).


Temperatura de adega (de 13° a 15°C): Para a maioria das cervejas especiais Belgas, com as quadrupel e strong ales, as cervejas fortes escuras e barley wines.

Cervejas da Noi – Bárbara (Wood Aged Barley Wine), Cioccolato (RIS), Cioccolato Barile (Wood Aged Imperial Stout), Diavolo (Belgian Strong Ale), Passione (Belgian Strong Ale), Selvaggio (Wild Ale).

E aí, já sabe qual cerveja você vai colocar para “gelar”? Entre na nossa loja online, peça pelo ifood ou pelo Whatsapp dos números 21.96763-5148 (Rio) e 21.97165-0774 (Niterói).

0 visualização

Fábrica Noi Itaipu

21 2709 3939

Estrada Francisco da Cruz Nunes, 1964 Itaipu, Niterói Rio de Janeiro

Informações para Imprensa

Saulo Campos

saulo@lumocomunica.com.br 

21 99113 8784

Ou envie um email para atendimento@cervejarianoi.com.br

Cervejaria Noi - Todos os Direitos Reservados.