Termos Cervejeiros – Parte 1

Aqui no Resenha Noi usamos muitos termos cervejeiros que são extremamente comuns para quem já conhece mais esse universo incrível, mas nem todos já chegaram neste nível. Então, sempre que pudermos, vamos trazer algumas definições dessas palavras que ajudam a entender melhor os temas que debatemos por aqui (e até mesmo o rótulo da sua cerveja).

ABV – É a sigla para Alcohol By Volume ou álcool por volume, em bom português. É a medida padrão para a quantidade em mililitros de etanol puro em 100ml de uma solução a 20°C. Ou seja, é o teor alcoólico da sua cerveja. A Noi tem um empate nesta categoria! Tanto a Bárbara (Barley Wine) quanto a Selvaggio (Strong Wild Ale) têm 12,8% de ABV.


Drinkability – O neologismo nos permite traduzir este termo como “bebabilidade”. Ou seja, o quanto uma cerveja é fácil de ser bebida. Tá certo, isso é muito subjetivo, afinal de contas vai do limite e interpretação de cada um. Porém, cervejas que podemos “beber de litro” são categorizadas com alta ou bom drinkability. Já outra com característica que dificulte o consumo em qualidade elevada chamamos de baixa drinkability.


Lúpulo – A planta trepadeira que faz parte do santíssimo quarteto da cerveja (junto do malte de cevada, da água e da levedura) é a responsável pelo amargor e por muitos dos aromas que nos fazem salivar. O lúpulo também funciona como um conservante natural. No futuro podemos ter um artigo apenas sobre ele com diversas curiosidades. O que acham?


Dry Hopping – Outro termo que faz o olho dos lupulomaníacos brilharem é referente à técnica da adição de lúpulo após a fervura, já na fase de fermentação (ou maturação) da cerveja. Os rótulos que passam pelo processo trazem frescor no sabor e potência nos aromas característicos do lúpulo utilizados. A nossa Fiorella (American IPA) é um bom exemplo de como o Dry Hopping potencializa aromas e sabores.


IBU – Outra sigla muito famosa é a do termo International Bitterness Units Scale, ou seja, escala internacional de unidade amargor e serve como a referência para o amargor proveniente do lúpulo no nosso líquido sagrado. É a primeira informação buscada pelos amantes de IPAs e vai de 0 até 120 (teoricamente o limite de percepção). Nosso recorde nesta categoria é da Noi Amara (Imperial IPA) e seus desafiadores e bem equilibrados 115 IBU.



E aí, quais termos você quer ver em outros artigos? Deixa um comentário aqui ou nas nossas redes sociais com a #resenhanoi . Até a próxima!

42 visualizações

Fábrica Noi Itaipu

21 2709 3939

Estrada Francisco da Cruz Nunes, 1964 Itaipu, Niterói Rio de Janeiro

Informações para Imprensa

Saulo Campos

saulo@lumocomunica.com.br 

21 99113 8784

Ou envie um email para atendimento@cervejarianoi.com.br

Cervejaria Noi - Todos os Direitos Reservados.