Cerveja é bom em todos os sentidos! Guia rápido de degustação

Com o perdão do trocadilho, a Resenha Noi de hoje fala sobre como “bebemos” cerveja com todos os nossos sentidos. Parece estranho, mas é verdade. Utilizamos os nossos cinco sentidos, mesmo sem nos darmos conta. A visão, o olfato, o paladar, a audição e o tato trabalham na sua experiência com nosso líquido sagrado! Vamos explicar isso em um formato um pouco diferente do habitual, a ideia é termos um “guia rápido” de como degustar sua cerveja e de quebra você pode fazer o download de uma ficha de análise sensorial para imprimir e preencher com suas avaliações.


Antes, umas dicas básicas:


Copo – Se você não tiver o copo ideal para o estilo que será degustado, vale ter um da lista de copos coringas (temos uma coluna sobre isso aqui) ou até uma taça de vinho branco, mas o mais importante é que o copo escolhido esteja LIMPO! Pode parecer besteira, mas resíduos (de detergente inclusive) vão influenciar negativamente sua experiência.

Temperatura – Toda cerveja tem uma temperatura ideal de serviço. Cerveja estupidamente gelada é tudo o que você não quer se a ideia é identificar todas as suas características. Mas como saber? Algumas cervejas têm essa indicação no próprio rótulo (ou lata). No geral, se você servir entre 5 e 10°C não terá muito erro. Na dúvida, pesquise no Google por “Temperatura ideal de serviço + nome do estilo (IPA, Golden Ale, Stout etc)”.


Serviço – Sirva a cerveja de forma delicada (trate bem este precioso líquido) no copo inclinado em 45 graus. A cerveja deve ocupar entre a metade e os dois terços do copo, depois com ele numa superfície plana (90 graus) completar o serviço para termos a espuma.


Tempo – Pressa? Não trabalhamos com isso na hora de fazer coisas prazerosas. Tire um tempo para você e deguste sua cerveja.


Mas e os cinco sentidos?


Audição

Sabe aquele delicioso “Tssss” quando abrimos a garrafa ou lata de cerveja? Além do fator emocional (o cérebro já sabe que vem coisa boa por aí), este barulhinho é a garantia que a cerveja está carbonatada e própria para o consumo!


Visão

Após ouvir o “Tsss” e realizar o serviço como já comentamos, está na hora de “ver” sua cerveja. Neste ponto serão analisadas as características visuais dela: coloração (palha, amarelo, dourado, âmbar, vermelho, marrom e preto), turbidez (cristalina, pouco ou muito turva), além da formação e retenção da espuma.


Olfato

É nessa hora que damos as famosas giradinhas (suaves) com copo afim de liberar os aromas da cerveja. Colocamos então o nariz dentro do copo e após uma longa aspirada, soltar o ar pela boca e na sequência dar uma série de três aspiradas curtas. E aí é só usar sua memória olfativa para tentar identificar ao que te remete. Alguns aromas que costumam aparecer ser são: grão, caramelo, pão, torrado (café e chocolate), fumaça ou defumado, condimentado, frutas, frutas secas, cítrico, ervas, floral, terroso, amadeirado, lático e álcool.


Paladar e Tato

Agora vamos beber, né? A ideia aqui é identificar os sabores (paladar), mas também o corpo da cerveja, sua densidade, se é leve ou pesada (tato). Para isso vale dar um generoso gole na cerveja e, antes de engolir, deixá-la passear pela boca e língua. Ela é doce, amarga, ácida, salgada, picante? Quais sabores que você já conhece são identificados neste primeiro gole (ou no gole seguinte para confirmação)? A sensação e sabores que ficam na boca após engolir também podem ser avaliados e se chama retrogosto. Quanto mais experiências como essa, maior será o repertório de avaliação.


Degustação feita, anotações tomadas e o mais importante é saber se você gostou da cerveja. Então sugerimos que você avalie numa nota entre 1 e 5. É interessante revisitar este rótulo após algum tempo e conferir as duas avaliações.

Para facilitar sua experiência baixe AQUI sua ficha de análise sensorial e envie para seus amigos.


Caso queira ótimas cervejas artesanais para começar as degustações é só visitar nossa loja virtual ou ir até o Drive-Thru Noi que funciona na fábrica (Estrada Francisco da Cruz Nunes, 1964 - Itaipu, Niterói) de terça a quinta, das 10h às 19h, e na sexta e no sábado de 10h às 21h.

139 visualizações0 comentário

Fábrica Noi Itaipu

21 2709 3939

Estrada Francisco da Cruz Nunes, 1964 Itaipu, Niterói Rio de Janeiro

Informações para Imprensa

Saulo Campos

saulo@lumocomunica.com.br 

Ou envie um email para atendimento@cervejarianoi.com.br

Cervejaria Noi - Todos os Direitos Reservados.